Notícias da Bicicleta 2

Meus cumprimentos a todos do IDBike, parceiros e membros,

Nesta edição do Cidade Carioca – Notícias da Bicicleta, ciclismo e as ciclovias em certas cidades do país serão mencionadas antes de abordar alguns projetos e notícias a respeito do transporte e bicicletas na Cidade Carioca. Muitos estão se preparando para os Jogos Olímpicos Rio 2016 (5 a 21/08) e Paraolímpicos (7 a 18/09). Temos coisas boas acontecendo, mas algumas oportunidades poderiam ser melhor aproveitadas para aumentar a segurança e acessibilidade para ciclistas, pedestres, skatistas etc, na cidade do Rio de Janeiro.

A Presidenta Dilma Rousseff mencionou, em seu discurso, algumas questões sobre bicicletas, reconhecendo e abraçando o ciclismo como uma solução de transporte viável e sustentável, em vez de apenas uma alternativa de lazer, para muitos brasileiros e turistas.

A Presidenta Dilma Rousseff disse na manhã do dia 27/09/2014 que o Governo Federal criará uma linha de crédito nos bancos para que as pessoas possam comprar bicicletas.

Dilma diz que haverá crédito para compra de bicicleta

Após a reeleição, a Presidenta Dilma Rousseff falou que umas das 10 promessas será para o transporte: ampliar ciclovias urbanas e o transporte sobre trilhos, integrando-os a outros modais nas cidades. Com isso, esperamos gerar interesse e investimento no ciclismo e outros meios de transporte mais eco amigáveis e saudáveis, e também parcerias entre nossas comunidades eco amigáveis para incentivar os políticos.

De acordo com o levantamento do Destak Fitness, em 20/10/2014, temos 433km de ciclovias no Distrito Federal, 370km no Rio de Janeiro, 155km em São Paulo, 27km em Campinas, 21,7km em Recife e muitas outras espalhadas pelo Brasil.

 

Cidade Carioca

O Rio de Janeiro tem um verdadeiro potencial para ser explorado. Com um clima favorável, o Rio tem espaço para quase todo tipo de ciclismo: ciclovias na praia, parques, montanhas, street com ciclovias, turístico. Tantas opções podem gerar oportunidades de emprego e renda para eventos de ciclismo, tais como corridas e passeios beneficentes.

Alguns projetos de construção para o transporte no Rio/Olimpíadas incluem espaço para bicicletas, como na melhoria feita no trecho Botafogo – Urca incluindo uma ciclovia ao invés de calçada compartilhada com pedestres, e nas ciclovias Leblon – São Conrado – Barra.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Atualmente, o Rio tem 370 km de ciclovias. Incluídas nesses 370 km estão as calçadas sinalizadas/pintadas em área residencial, comercial e industrial. Seus perigos são mostrados no vídeo da Zona Oeste abaixo.

 

 

Transporte de pranchas de surf e bicicletas

Embarque com bicicletas é permitido nos dias úteis após às 21h e aos sábados, domingos e feriados em todas estações das Linhas 1 e 2 e ônibus Metrô Na Superfície (MetrôRio). O embarque deve ser feito sempre no último vagão da composição.

Algumas estações oferecem bicicletário gratuito: Pavuna, Colégio, Irajá, Vicente de Carvalho, Inhaúma, Triagem, Estácio, São Francisco Xavier, Catete, Siqueira Campos, Cantagalo, Glória e General Osório.

O embarque com pranchas de surf é permitido aos sábados, domingos e feriados em todas estações das Linhas 1 e 2 e ônibus Metrô Na Superfície (MetrôRio). As pranchas devem estar encapadas e não podem exceder a 2 (dois) metros de comprimento.

Para aqueles que já possuem uma bicicleta e utilizam o transporte público, o embarque no metrô é permitido aos sábados, domingos e feriados a qualquer horário e sempre no último vagão do metrô. Para os usuários do trem, o embarque com bicicletas é permitido aos sábados à partir das 14h, domingos e feriados durante o dia todo. Mais informações no site da Supervia.

 

A Linha 4 do Metrô

É lamentável que a Linha 4 do Metrô do Rio, que ligará a Barra da Tijuca à Ipanema, passando por seis estações, não se estenderá por mais 10 km até o Parque e Vila Olímpica e RioCentro, ou por mais 6 km até o Terminal Alvorada – terminal de ônibus local TransOeste e TransCarioca BRT. O Terminal Alvorada cobre a Barra da Tijuca e Recreio dos Bandeirantes, os distritos que mais crescem no Rio. A justificativa para não estender a Linha 4 até o Terminal Alvorada segue abaixo.

Por que não levar a Linha 4 do Metrô até a Estação Alvorada?
O Governo do Estado optou pelo trajeto que melhor atende à população e cujo orçamento não excedesse os limites financeiros do Estado. A Estação Jardim Oceânico, na Barra da Tijuca, se conectará à TransOeste. A integração se dará por meio de um acesso para os usuários do corredor expresso de BRT (Bus Rapid Transit) a partir de 2016, quando a nova linha metroviária entrará em operação.

Além disso, a Estação Jardim Oceânico foi planejada e já está sendo construída com 350 metros de túnel à frente, em direção ao Terminal Alvorada, área que funcionará como zona de manobra e também permitirá futuras expansões, sem impactos na operação existente.

Ao invés de fazer um estudo se o metrô é necessário no Recreio, (o que aparenta ser óbvio e inevitável a julgar pelo volume de tráfego na Alvorada, na Av. das Américas, Av. Salvador Allende e Linha Amarela/Av. Ayrton Senna; e túnel Joa expansão), o planejamento e construção do metrô deveria estar programado e agilizado enquanto as máquinas pesadas para grandes construções e mão de obra já estão no Rio.

A Linha 4 não proverá todo transporte público necessário, rápido e eficiente até o Parque e Vila Olímpica. A TransOlympica BRT providenciará o serviço até a Vila Olímpica (na estação RioCentro). Uma estação da TransCarioca BRT dá um pouco de acessibilidade ao Parque Aquatico Maria Lenk e HSBC Arena, e a TransCarioca pode servir até o Parque Olímpico.

 

Infelizmente, de acordo com um artigo recente no jornal, uma parte da TransBrasil BRT não será concluída a tempo para os Jogos Olímpicos de 2016. Além disso, a superlotação é um problema comum nas linhas atuais da BRT. Os ônibus da BRT sempre partem/chegam no Terminal Alvorada. Esta plataforma única pode ter sido suficiente quando utilizada apenas pela TransOeste BRT, que iniciou os serviços em Set/2012. No entanto, quando a TransCarioca BRT atendeu as comunidades leste e oeste do Rio na rota para o Aeroporto Galeão/Tom Jobim, inaugurou o serviço no Terminal Alvorada logo antes da Copa do Mundo. Em resposta à abertura inaugural da BRT, a TransCarioca eliminou alguns ônibus locais, contribuindo para a superlotação da BRT. Falando como um usuário frequente da BRT, estes ônibus seriam um ótimo complemento, ao invés de um substituto barato, para o metrô para a Vila e Parque Olímpico, RioCentro, Recreio e Jacarepaguá. Os moradores da Zona Oeste, todos da Cidade Carioca e seus atendentes Olímpicos necessitam, desesperadamente, de alternativas sustentáveis, eficientes e menos poluentes para o transporte.

 

Fotos da construção da TransOlympica BRT na Av. Salvador Allende:

 

Obrigado por ler, apoiar o IDBIKE e nossos parceiros.

Carl Lewis
Consultor Técnico do iDBike

 

 

Greetings to all at IDBike, partners and members,

In this edition of Cidade Carioca Bicicletas Noticias, a national bicycling topic and ciclovias in selected cities will be briefly mentioned, before elaborating on some bicycle and transportation news/projects undertaken in Cidade Carioca. Many are in preparation for the 2016 Summer Olympic Games, 5 a 21 de agosto de 2016 and Paralympic Games, 7 a 18 de setembro de 2016. Links are provided to articles referenced. There is good news but sadly, also missed opportunities for Rio to increase safe accessibility and mobility for bikers, pedestrians, skaters etc.

Presidenta Dilma Rousseff mencionou questões de ciclismo, reconhecendo e abraçando o ciclismo como uma solução de transporte viável e sustentável, em vez de apenas uma alternativa de lazer, para muitos brasileiros e turistas/visitantes.

Presidenta Dilma Rousseff has mentioned bicycling issues, hopefully recognizing and embracing bicycling as a viable and sustainable transportation solution, rather than merely a recreation alternative, for many Brazilians and tourists/visitors.

Presidenta Dilma  Rousseff said on Saturday morning 27/10 that the federal government will create a line of credit from banks so that people buy bicycles.

After reelection, Presidenta Dilma Rousseff says one of 10 promises (10 Promessas Para Guardar e Cobrar – MetroJornal 27 de out. 2014) is for transportation: Ampliar ciclovias urbanas e o transporte sobre trilhos, integrando-o a outros modais nas cidades (expanding urban bike paths and rail transportation, integrating it with other modes in cities.) Hopefully this will generate momentum, interest and investment in bicycling and other forms of more eco-friendly and healthy transportation, as well as partnerships within our eco-friendly communities to provide momentum and incentive to the politicians/decision-makers.

According to Destak Fitness  20/10/14 Ciclovias Pelo Brasil – DF – 433km; Rio – 370km; Sao Paulo – 155km; Campinas – 27km; Recife – 21,7km. 

 

Cidade Carioca

Rio de Janeiro truly has the potential as a bicycling mecca. Blessed with a favorable climate, Rio has a place for nearly every type of cycling: praia-beach ciclovias, parques/parks/lagoons/canals, mountains/trails/downhill, urban/street including bike lanes, rural with flat and open spaces, tourist/sightseeing. Such options can create employment opportunities for and generate income from bicycling-related markets and events, such as retail stores, races and benefit/charity rides.

Some Rio transportation/Olympic construction projects include bicycling components, such as the Botafogo to Urca upgrade to a dedicated ciclovia rather than sidewalk shared with pedestrians, and the Leblon to Sao Conrado to Barra ciclovias.

Currently, Rio has 370km of ciclovias. Included in Rio’s 370km are the painted sidewalks in residential and retail/commercial/industrial corridors. Their many dangers and hazards are shown in the Zona Oeste videos below. The first three (3) videos start going north on the “ciclovia” at Av. Ayrton Senna/Linha Amarela, the only high volume vehicle corridor from Barra/Recreio to Jacarepagua/Freguesia, on route to Rio’s northern/eastern communities, Centro and Galeo/Jobim International airport. The 4th and 5th videos were heading south from the same section of Barra ciclovia as in the first 3 videos. However, heading south to Av. das Americas (the only east/west high volume vehicle corridor for Recreio/Barra) and Terminal Alvorada, this Barra section of the ciclovia formerly in the middle of Av. Ayrton Senna was removed for the TransCarioca BRT stations and lanes, so the ciclovia/sidewalks that parallel Av. Ayrton Senna are the replacement.

 

Transportation of surfboards and bicycles

Boarding with bicycles is allowed on business days, after 9 pm, and on Saturdays, Sundays and holidays at all stations of Lines 1 and 2 and MetrôRio bus (Metrô Na Superfície). Boarding is only allowed at the last car of the train. 

Some stations also offer free bike racks: Pavuna, Colégio, Irajá, Vicente de Carvalho, Inhaúma, Triagem, Estácio, São Francisco Xavier, Catete, Siqueira Campos, Cantagalo, Glória and General Osório. 

Boarding with surfboards is allowed on Saturdays, Sundays and holidays at all stations of Lines 1 and 2 and MetrôRio bus (Metrô Na Superfície). Surfboards must be covered and not exceed two meters in length.

For those who already have a bike and will use public transportation, the subway boarding is allowed on Saturdays, Sundays and holidays at any time and should always be done in the last car. And for users of the train, the use of transport with cycling is allowed on weekends and holidays, Saturdays from 14h and Sundays and holidays all day. Other information are on the Superhighway.

It is unfortunate, however, that the Rio Metro Linha 4 will not continue westward approximately 10 km. to the Olympic Park and Village, and RioCentro, nor approximately 6 km. to Terminal Alvorada, the TransOeste and TransCarioca BRT, and local bus terminal. Terminal Alvorada serves Barra da Tijuca and Recreio dos Bandeirantes, the fastest growing and very heavily trafficked districts in Rio. The justification for not continuing Metro Linha 4 to Terminal Alvorada is below.

Rather than “study” if metro subway service is needed in Recreio, (which appears to be obvious and inevitable, judging by the daily volume of automobile traffic at: Alvorada, on Av. das Americas,  Av. Salvador Allende and Linha Amarela/Av. Ayrton Senna; the Joa tunnel and highway expansion), metro planning and construction should be fast-tracked while the tunnel-drilling and other large subway construction machines and personnel are already here in Rio.

Metro Linha 4 will not provide desperately needed, fast and efficient public transportation service to the Olympic Village and Olympic Park. Current alignment of the TransOlympica BRT will only provide service to the Olympic Village (no RioCentro station). One TransCarioca BRT station is somewhat accessible to the Parque Aquatico Maria Lenk venue and the HSBC Arena, and TransCarioca may serve the Olympic Park

Unfortunately, according to recent newspaper article, a section of TransBrasil BRT will not be completed in time for the 2016 Games. Additionally, overcrowding is already commonplace on the currently operating BRT lines. BRT buses continually depart/arrive at Terminal Alvorada and often back up, due to a single embarking and disembarking platform. This single platform may have been sufficient when used only by TransOeste BRT, which commenced service Sept. 2012. However, TransCarioca BRT, servicing Rio’s northern & eastern communities on route to Galeo/Jobim International Airport, inaugurated service at Terminal Alvorada just before the June World Cup. In response to the inaugural BRT opening, TransCarioca eliminated/consolidated some local bus service, also contributing to the BRT overcrowding. Speaking as a regular BRT user, the BRT would be a wonderful compliment to, rather than a poor substitute for, metro subway service to the Olympic Village and Park, RioCentro, Recreio and Jacarepagua. Zona Oeste residents, all of Cidade Carioca and its’ Olympic attendees desperately need and deserve sustainable, efficient and less polluting transportation alternatives.

TransOlympica BRT construction on Av. Salvador Allende started several months ago and photos of the construction on 10/11/14 and 17/11/14 are attached. 

Thank you for reading, supporting IDBIKE and our partners.

Safe cycling to all!

Carl Lewis
Consultor Técnico do iDBike

Autor: Tuca Näher

Administradora; Sócia-fundadora, Diretora Financeira e Conselheira Consultiva do Instituto DBike; ativista social engajada em causas ecológicas e beneficentes. Co-fundadora das Campanhas Vou de Bike e Eco Pensar, atuando nas redes sociais Facebook e Twitter desde 2010.

Compartilhe Esta Publicação